Unblocking websites is easy – here are 12 methods

É um fato da vida inegável, se não irritante, que nem todos os sites são acessíveis a todas as pessoas. Às vezes, quem está no caminho são os governos ou as empresas que hospedam sua conexão de internet. Outras vezes, são os proprietários de sites que fazem isso por algum motivo incompreensível. Não importa o caso, você vai descobrir como desbloquear sites bloqueados e com mais de uma maneira!

Índice

    1. A melhor forma de desbloquear sites bloqueados: use uma VPN

    The best way to unblock websites: use a VPN

    A VPN (Rede Privada Virtual) funciona direcionando os dados do seu dispositivo por um servidor VPN e criptografando todas as informações. Isso mantém seu endereço IP (Protocolo de internet) em segredo de sites acessados e oculta o tráfego do seu ISP (Provedor de serviços de internet).

    Uma boa (leia-se: premium) VPN é a forma mais abrangente de contornar obstáculos, não importa de que tipo sejam. Alguns desses são firewalls de rede que bloqueiam endereços IP e DNS, DPI (Deep Packet Inspection) passando pelos dados de navegação e sites que procuram seu IP e restringem o acesso com base na sua localização.

    A VPN resolve tudo isso. Veja como instalar uma:

    1. Assine uma VPN;
    2. Instale o app;
    3. Conecte-se a um servidor (caso haja bloqueio geográfico, conecte-se a um servidor em um país ao qual você tem acesso);
    4. Sucesso!

    A melhor parte de desbloquear sites não é só pelo benefício da VPN, mas isso vai além do escopo deste artigo, então siga o link para saber mais sobre os recursos da VPN.

    1. Use uma extensão de navegador

    Quando o assunto é VPN, existe uma opção parecida extensões de navegador que deixam você acessar conteúdo restrito da mesma forma que faz uma VPN. Você pode instalar uma extensão do Chrome basicamente da mesma forma que instala uma VPN:

    1. Obtenha uma VPN;
    2. Abra a Chrome Web Store e escolha a opção Adicionar ao Chrome;
    3. Faça login e conecte-se ao servidor que quiser.

    Embora você não tenha acesso a sites bloqueados dessa forma, lembre-se de que uma extensão de navegador só criptografa os dados do navegador.

    1. Use um Proxy

    Um proxy direciona seu tráfego por servidores proxy… e pronto. É como uma versão bem resumida de uma VPN, e a única coisa que faz é fornecer um IP diferente. Dito isso, como seu tráfego será direcionado por um proxy, os firewalls locais não devem bloquear você, pois só verão a sua conexão com o servidor, e não o site que você está na verdade buscando.

    Para usar um proxy, faça isto (vamos usar o navegador Chrome como exemplo):

    1. Pesquise por uma lista de servidores proxy;
    2. Anote o IP e a porta do servidor que deseja;
    Note the IP and port of the server you want;
    1. Clique nos três pontos no canto superior direito do navegador e escolha Configurações;
    Click the three dots in the upper right corner of the browser and choose Settings;
    1. Digite proxy na aba de pesquisa e escolha Alterar configurações proxy;
    Enter proxy in the search tab and choose Change proxy settings;
    1. Na janela que abrir, escolha Configuração manual, insira o IP do proxy e o número da porta e clique em Salvar.

    Para parar de usar o proxy, basta desmarcar a Configuração manual e pronto. 

    1. Obtenha um smart DNS

    Get a smart DNS

    O smart DNS é como uma mistura de DNS e proxy com o DNS sendo o serviço que converte endereços web em endereços IP para dispositivos usarem na comunicação online. 

    O serviço mantém uma lista de sites. Quando ele detecta que você quer chegar a um site ou um serviço que tenha bloqueio geográfico, seu tráfego é direcionado por um proxy para torná-lo acessível. Como você não está usando um proxy o tempo todo, geralmente o tráfego na internet é mais rápido.

    Uma boa forma de obter um smart DNS é ser um assinante da Surfshark e seguir este tutorial sobre como usar o smart DNS da Surfshark. Um dos maiores benefícios é que você não precisa instalá-lo, mas ao contrário de uma VPN, ele não criptografa sua conexão ou lida com bloqueios sofisticados.

    1. Adote o navegador Tor

    Embrace the Tor Browser

    O navegador Tor (The Onion Router) garante o anonimato do tráfego dos usuários direcionando-o por vários nós aleatórios que só sabem o endereço IP do nó anterior. O tráfego permanece anônimo devido a esse sistema de direcionamento multicamadas (daí vem a parte “onion”, ou cebola).

    Veja como embarcar no trem Tor:

    1. Baixe-o do site oficial do Projeto Tor e instale-o;
    2. Inicie o navegador;
    3. Aguarde até que faça a conexão;
    4. Pronto!

    O navegador Tor é de uso gratuito e oculta seu IP, o que é bem legal. Infelizmente, seu ISP pode desconfiar do uso do Tor. Outra desvantagem é que o Tor sacrifica tudo que pode no altar da segurança, então é bem lento: é bom para desbloquear sites, mas definitivamente não é adequado para streaming. E considerando que você não pode escolher o país no qual estará o nó final, não funciona para acessar conteúdo específico do país.

    1. Altere permissões do navegador ou do dispositivo

    Às vezes, as restrições que você enfrenta não são tão sofisticadas. Na verdade, pode ser tão simples quanto uma violação das permissões do navegador ou sistema ou um firewall no meio do caminho. Nesses casos, não é necessário fazer muito para desbloquear sites bloqueados — é só seguir essas instruções:

    Firefox

    1. Acesse a aba Ferramentas; 
    2. Escolha Informações da página;
    3. Selecione a aba Permissões; 
    4. Marque ou desmarque várias permissões que seu navegador concede ao site que você está acessando.

    Chrome

    1. Clique nos três pontos verticais no canto superior direito; 
    2. Escolha Configurações no menu suspenso;
    3. Clique na opção Privacidade e segurança no menu à esquerda;
    4. Escolha Configurações do site e altere as permissões de sua escolha. Pronto!

    Como desbloquear sites bloqueados no celular Android (Chrome)

    1. Clique nos três pontos verticais no canto superior direito; 
    2. Escolha Configurações no menu suspenso;
    3. Toque em Configurações do site;
    4. Escolha Todos os sites para definir configurações para sites individuais. 

    Microsoft Defender Firewall

    1. Digite Firewall e Proteção da rede na janela de pesquisa na barra de ferramentas; 
    2. Clique em Firewall e Proteção da rede;
    3. Desligue o firewall nas redes individuais.

    Observação: geralmente recomenda-se NÃO desligar o firewall. 

    Mac

    1. Clique noícone da Apple no canto superior direito da tela;
    2. Escolha Configurações do sistema;
    3. Verifique o Tempo de tela;
    4. Procure por obstáculos aqui ou na seção Conteúdo e Privacidade. 

    iOS

    1. Abra o app Configurações;
    2. Escolha Tempo de tela;
    3. Toque em Restrições de Conteúdo e Privacidade;
    4. Veja se existe alguma restrição definida. 
    1. Use o conversor HTML para PDF para baixar conteúdo restrito

    O conversor HTML para PDF tira uma foto de uma página aberta da internet e a converte em PDF para download. Por que isso é bom para você? Bem, não é o seu dispositivo que acessa sites bloqueados, e sim o serviço do conversor de PDF. Dessa forma, desde que o serviço não esteja bloqueado no seu dispositivo, você consegue baixar a versão PDF com impunidade. 

    Porém, isso não é navegação real. O PDF só vai conter a foto de uma única página. Você não conseguirá navegar livremente pelos hiperlinks, assistir a vídeos ou interagir com outros objetos interativos no site. No máximo, você vai conseguir encontrar um novo URL para inserir no conversor PDF e baixar outra página.

    1. Encurtador de URL 

    Um site encurtador de URL (como o bit.ly) pega um endereço de internet longo, difícil de lembrar/digitar/adequar e o transforma em um URL curto e fácil de lembrar. Isso pode ser usado em seu benefício. Pegue o URL do site bloqueado que você quer acessar e encurte-o. Use o novo link — isso vai contornar a maioria dos métodos de bloqueio básicos na sua escola, por exemplo. 

    1. Google Tradutor

    Acesse o site Google Tradutor, clique no botão do site e cole o URL do site que você quer acessar. A versão traduzida será direcionada pelos servidores do Google, e por isso seu firewall a considerará inócua. 

    Logicamente, isso não funciona se o próprio Google estiver bloqueado. 

    1. Use o endereço IP

    Seu dispositivo não entende o que significa Surfshark.com. Ele pede a um servidor DNS para transformar isso em um endereço IP. Isso é o que computadores e afins usam para se comunicar — endereços IP.

    Assim, se seu bloqueio for bem básico e baseado em URL (como seria um bloqueio com base em DNS), é possível contornar isso encontrando o IP do site usando a consulta WHOIS. Encontre um site que faz isso, consulte o IP do site que deseja acessar e digite o IP na barra de endereços. 

    1. Cache do Google

    O Google pode armazenar em cache (salvar) versões de sites. E se você acessar a versão em cache, não estará acessando o site em si, então os obstáculos baseados nessa ação não vão funcionar. 

    1. HTTPS para HTTP 

    Não recomendamos isso de forma alguma, mas é possível contornar obstáculos bem básicos mudando para o protocolo HTTP, menos seguro, em vez de usar HTTPS. O jeito de fazer isso é diferente em cada navegador. Mas se o obstáculo for baseado inteiramente na leitura do URL, até e incluindo a parte HTTPS, deve funcionar. 

    Por que sites são bloqueados? 

    Existem três motivos principais para você estar lendo um artigo sobre como desbloquear sites bloqueados:

    1. Preservação e disciplina da largura de banda: escolas e locais de trabalho geralmente se preocupam por esses dois motivos. Bloquear o YouTube, por exemplo, ajuda a preservar a capacidade da rede e manter todos mais concentrados no trabalho;
    2. Acordos regionais: antes do crescimento do streaming, muitos acordos de transmissão e licenciamento foram estabelecidos ao redor do mundo. Atualmente, alguns desses acordos impedem o acesso ao entretenimento, pois os serviços de streaming são obrigados a não disponibilizar partes de suas bibliotecas em determinados países;
    3. Censura: é quando o governo do país decide que não quer dar à população o acesso a sites e serviços específicos para que possa promover sua agenda.

    Não importa o motivo de bloqueios em sites, uma VPN é a forma mais garantida de contornar esses obstáculos.

    Usar um desbloqueador de URL é ilegal?

    A questão aqui é “depende:”

    1. Com exceção de alguns poucos países, usar VPNs não é ilegal, então você não estará violando a lei por usar uma. Logicamente, você pode ter problemas se realizar atividades ilícitas ao usar uma VPN como pirataria de filmes; 
    2. Usar desbloqueadores em sites de streaming pode violar seus termos e condições, e já houve casos de sites bloqueando usuários;
    3. Quando o governo participa de censura online, pode ficar bem sério. Porém, depende mesmo da legislação local, e não existe uma regra rígida quanto a isso. 

    Portanto, veja que na maioria dos casos, simplesmente desbloquear o YouTube não vai causar nenhum dano. 

    Aviso de isenção de responsabilidade: Nós proibimos o uso dos serviços da Surfshark para qualquer finalidade ilegal, pois isso vai contra nossos Termos de Serviço. Respeite todas as leis e regulamentos aplicáveis.

    Concluindo: use a melhor solução de desbloqueio

    Agora que você já sabe como desbloquear um site bloqueado, precisa escolher o melhor método para você. Recomendamos usar uma VPN, pois é a ferramenta mais poderosa à sua disposição. E se não funcionar para você, a Surfshark tem uma garantia de reembolso de 30 dias!

    Começar a desbloquear sites

    Obter a Surfshark

    Perguntas Frequentes

    Como desbloquear todos os sites?

    É possível desbloquear sites bloqueados usando uma VPN ou um proxy, trocando o DNS, ou usando o navegador Tor. Só não use uma VPN grátis.

    Como desbloquear sites bloqueados no Google Chrome?

    Para alterar as configurações de permissão para um site específico no Chrome, siga estes passos:

    1. Abra o navegador e acesse o site;
    2. À esquerda, próximo à barra de endereços, deve haver um ícone de cadeado clique nele;
    3. Clique em Configurações do site e altere qualquer permissão de configuração que quiser.

    Quais são os sites que desbloqueiam sites bloqueados?

    Não existem sites que desbloqueiam sites bloqueados, mas existem extensões de sites que fazem o desbloqueio; algumas excelentes escolhas incluem a Surfshark, a Nord VPN e o Windscribe, só para citar algumas.

    Como desbloquear sites bloqueados no PC da escola?

    Muitas das dicas e truques não funcionarão em um computador na escola ou qualquer dispositivo que não conceda o acesso como administrador. No entanto, você ainda pode tentar alternativas de desbloqueio baseadas em sites, como o Google Tradutor ou o Google Cache.