• Obter a Surfshark
Recomendado por:

Baixe a VPN Linux

  • Linda interface gráfica do usuário para Ubuntu
  • Velocidade super rápida com portas de 10 Gbit
  • Largura de banda e dispositivos ilimitados
  • Garantia de reembolso de 30 dias
Baixe a VPN Linux

Como instalar a VPN para Linux

  1. Assine a Surfshark. O Linux é grátis, mas boas VPNs não são.

  2. Abra o terminal (CTRL+ALT+T no Ubuntu). Como um usuário Linux, você já sabe mais sobre essa etapa do que eu jamais saberei.
  3. Digite este comando:

    curl -f https://downloads.surfshark.com/linux/debian-install.sh --output surfshark-install.sh #gets the installation script
    cat surfshark-install.sh #shows script's content
    sh surfshark-install.sh #installs surfshark
  4. Faça login no app da Surfshark. Finalmente, todo o esforço ao assinar vai se pagar!

  5. Conecte-se a um servidor VPN. A conexão rápida escolherá o servidor mais rápido, embora você possa optar por se conectar manualmente a qualquer servidor que quiser.

  6. Pronto!

Usar uma VPN comercial não é exatamente “hackear o Gibson”, em termos de complexidade.

Depois da instalação, você pode controlar a Surfshark pela novíssima IGU. Ainda tem perguntas? Veja um guia mais detalhado sobre como configurar a Surfshark VPN para Linux.

Para usuários do app legado, temos um guia de suporte completo e dedicado para ativar a VPN na máquina Linux.

Dê um pouco de amor de VPN à sua distribuição Linux
Com uma IGU para todas as pessoas
Surfshark

Tenha liberdade para experimentar com garantia de reembolso de 30 dias

Uma VPN é um investimento, só que sem riscos graças à nossa generosa política de reembolso. É só assinar o plano que quiser. Se no primeiro mês você não se convencer de que a Surfshark VPN é a melhor VPN para Linux, basta solicitar um reembolso dentro desses 30 dias.

Experimente a Surfshark

Vantagens da VPN para Linux

Deixar o terminal descansar com uma IGU

O novo app para Linux da Surfshark vem com uma interface do usuário gráfica verdadeira. Conecte-se ao servidor mais rápido ou mais próximo, navegue pela lista de servidores, marque seus favoritos e muito mais sem precisar inserir uma linha que seja no terminal. 

E mais, você pode alternar entre OpenVPN (TCP ou UDP) e WireGuard tranquilamente e sem configurar nada.

Deixar o terminal descansar com uma IGU
Mantenha o controle do seu tráfego

Mantenha o controle do seu tráfego

O Linux mantém você no controle dos processos em seu dispositivo. Esse controle termina onde começa a atividade online. 

Para conseguir privacidade e segurança na internet, é necessário criptografar o tráfego e encaminhá-lo através de um servidor VPN confiável para ofuscar seu endereço IP. Com a Surfshark como seu serviço de VPN, o Linux fica praticamente tão seguro online quanto é offline.

Mantenha a privacidade ao transmitir seus programas favoritos

Ameaças cibernéticas sempre trazem preocupação? Com a Surfshark, você mantém a proteção mesmo quando assiste aos seus programas e filmes favoritos.

Mantenha a conexão VPN ativa para ocultar seu tráfego dos olhos intrusivos do seu provedor de serviços de internet e de agentes publicitários ao fazer streaming. Nossos servidores de 10 GBit ao redor do mundo garantirão uma experiência rápida e sem buffer.

Obter a Surfshark

Proteja-se online com a Surfshark VPN Linux

Políticas contra registros de atividades

Políticas contra registros de atividades

Não faz sentido obter uma VPN para privacidade apenas para ser rastreado pelo provedor. É por isso que a Surfshark não mantém registros das atividades. Melhor ainda, nossos servidores 100% RAM fornecem uma camada de segurança adicional se alguém tentar se apoderar deles.

Criptografia séria

Criptografia séria

A criptografia da VPN é fundamental para tornar o tráfego da internet indecifrável para espiões. Por falar nisso, a Surfshark é um dos poucos provedores de VPN que usa o protocolo AES-256-GCM. Além de ser praticamente indecifrável, ele também é muito rápido na execução.

Kill Switch para Linux

Kill Switch para Linux

Sem mais vazamentos inesperados de informações. O Kill Switch para Linux garante que nenhuma informação saia do seu computador caso você se desconecte acidentalmente do app. Ao desativar a conexão de internet até que você se reconecte a um servidor da VPN, o Kill Switch protege seus dados.

Dispositivos ilimitados

Dispositivos ilimitados

Quantos dispositivos você quer proteger com a VPN? Com a Surfshark, essa pergunta é irrelevante, já que uma conta é suficiente para executar o app simultaneamente em vários dispositivos. Proteja tudo que puder alcançar!

Servidores VPN de 10 Gbit em todo o mundo

Servidores VPN de 10 Gbit em todo o mundo

Nossos servidores não são apenas seguros, mas também rápidos. Para acompanhar as exigências crescentes de largura de banda e 5G, todos os nossos mais de 3200 servidores possuem portas de 10 Gbit e seus próprios DNSs.

Suporte para WireGuard no Linux

Suporte para WireGuard no Linux

O app da Surfshark para Linux oferece não só a conveniência de uma IGU como também a velocidade e a segurança do protocolo WireGuard.

Proteja dispositivos ilimitados com a Surfshark

Proteja dispositivos ilimitados com a Surfshark

Ao assinar a Surfshark VPN, você não está obtendo uma VPN para um único computador Linux. Não, você está obtendo uma licença que permite conexões simultâneas ilimitadas — definitivamente o suficiente para cobrir todo dispositivo que você tiver. 

Portanto, a começar pela sua máquina Linux, você pode instalar o app da VPN no seu celular Android (após eliminar toda a telemetria do Google, naturalmente), no seu roteador, e em todos os outros computadores Linux — tudo que você tem direito.

Surfshark VPN vs. VPNs grátis

Não existem VPNs grátis. Qualquer VPN é um serviço que precisa de dinheiro para funcionar. VPNs grátis geralmente conseguem isso por outros meios, como anúncios irritantes ou a venda dos seus dados. Veja por que você deveria escolher uma VPN paga em vez de uma grátis:

Sem registros de atividades

Sem registros de atividades

Muitas VPNs grátis dependem da venda dos seus dados para continuar funcionando. Um serviço VPN seguro nunca fará isso.

Protocolos modernos

Protocolos modernos

Protocolos modernos são otimizados para lidar com as ameaças mais recentes e os sistemas mais modernos. VPNs grátis não oferecem isso.

Dados ilimitados

Dados ilimitados

VPNs grátis limitam seu tempo de conexão ou a quantidade de dados que você baixa. VPNs premium não fazem isso.

Segurança como prioridade

Segurança como prioridade

Um app de VPN paga tem recursos para priorizar sua segurança. VPNs grátis simplesmente não têm isso.

Milhares de servidores

Milhares de servidores

Mais servidores significa menos sobrecarga deles, resultando em uma conexão mais rápida. VPNs pagas têm um número de servidores significativamente maior que as opções grátis.

Boas velocidades

Boas velocidades

É necessário ter muitos recursos para manter servidores rápidos e minimizar as quedas de velocidade. Recursos que as VPNs grátis não têm.

Perguntas Frequentes

Preciso de uma VPN para Linux?

Sim, uma Rede Privada Virtual é uma necessidade de segurança online para todos os dispositivos e sistemas operacionais, inclusive Linux. Claro, o perigo de ser hackeado pode ser um pouco menor do que para um usuário normal do Windows. Mas ainda existem muitas áreas onde uma VPN Linux pode ajudar você:

  • Uma VPN oculta o tráfego do seu ISP ou de qualquer outra pessoa que queira espioná-lo. Em vez de saber quais sites você acessa ou se está transmitindo/jogando/compartilhando arquivos, eles só verão o tráfego da VPN. 
  • A censura e os firewalls não se preocupam com o sistema operacional e podem afetar até mesmo algo tão simples como acessar sites de notícias ou redes sociais.

De fato, a maioria dos pontos mencionados aqui também se aplicam aos usuários do Linux.

O Linux conta com uma VPN integrada?

Muitas distribuições Linux têm um recurso de VPN integrada pelo Gerenciador de rede, mas não é mesma coisa que uma VPN. Só significa que é possível configurar uma VPN sem um aplicativo específico.

No entanto, você:

  • Ainda tem que fazer isso por conta própria;
  • Ainda precisa encontrar um servidor VPN; 
  • Não tem os recursos fáceis e úteis de uma VPN comercial.

A maioria dos usuários não têm um servidor VPN extra à disposição, especialmente um que permita o roteamento do tráfego por um país diferente. Então existe uma capacidade potencial, mas ela nem chega perto de um pacote de cliente VPN Linux completo.

O Ubuntu tem uma VPN?

Como todo sistema operacional existente, o Ubuntu tem um recurso de VPN integrada. No entanto, ainda assim você precisa ter acesso ao servidor de VPN para que ele funcione.  

Como ativo uma VPN para Linux?

Segue um guia rápido para usuários da Surfshark VPN no Ubuntu que quiserem usar o app da IGU:

  1. Abra o terminal (CTRL+ALT+T no Ubuntu).
  2. Digite este comando:

    curl -f https://downloads.surfshark.com/linux/debian-install.sh --output surfshark-install.sh #gets the installation script
    cat surfshark-install.sh #shows script's content
    sh surfshark-install.sh #installs surfshark
  3. Tudo pronto para usar sua VPN Linux!

Para usuários do app legado, temos um guia de suporte completo e dedicado para ativar a VPN na máquina Linux. No entanto, o app legado está totalmente em modo de manutenção e os novos recursos ainda serão incluídos no app da IGU.

Qual VPN grátis é a melhor para Linux?

Não existem boas VPNs grátis para Linux ou para qualquer outra plataforma. Porque:

  • VPNs grátis possuem muito menos servidores e operam em menos países;
  • VPNs grátis são mais lentas que as pagas, normalmente para fazer você comprar a versão paga; 
  • VPNs grátis vão bombardear você com anúncios ou venderão seus dados para obter lucros;
  • VPNs grátis não têm dinheiro ou recursos para manter suas plataformas dentro dos padrões de segurança;
  • VPNs grátis normalmente vazam dados, não fornecem criptografia e geralmente contêm malware. 

Então, você vai acabar pagando de qualquer modo por uma VPN grátis, até mesmo com os seus dados.

Oferta de VPN sensacional

Ganhe % de desconto + m. EXTRAS
Obter oferta de VPN